O que o meu cachorro me ensinou

O que o meu cachorro me ensinou

Minha infância foi dos gatos. A gente tinha vários, mas era uma coisa meio gato de quintal, sabe? Nem parecia que era de estimação, não desses de dar carinho e amar como fui aprender depois de “velha”. Fui ter meu primeiro cachorro depois dos 20. Eu e o Marcus ainda não morávamos juntos, mas quando fomos adotar o Zero ele já era nosso. Essa semana vão ser 7 anos dele na minha vida e é tanta coisa que aprendi com essa criaturinha que nem sei por onde começar direito.

Com o Zero e com qualquer cachorro do mundo, a gente aprende que não tem dia ruim. Que é uma escolha se render e que basta uma lambida pra lembrar o quão grato a gente precisa ser por tudo. A simples presença dele me conforta e sei que não estou sozinha mesmo quando a companhia é silenciosa. Meu cachorro me lembra todos os dias de que a gente não precisa de muito para ser feliz. Uma cama, comida, casa e carinho são motivos de sobra para agradecer. Aprendi a valorizar essas vidinhas, olhar de verdade para os bichinhos de rua e começar a ajudar, mesmo que de pouquinho em pouquinho, quem também olha por eles. Mas a maior lição que o meu cachorro me ensinou é que quanto mais amor se dá, mais amor se recebe. Uma regra simples que eu quero levar pra vida toda.

 

4 de outubro
Dia dos Animais
#naocompreadote