Árvore de Natal com plantíneas

Estamos apaixonados pela nossa árvore de Natal desse ano! Acabamos de terminar de fazer e ela não poderia combinar mais com o nosso momento “plantíneas”. A ideia é bem simples, mas nem nós imaginávamos que com o pisca-pisca ela iria ficar tão linda!

Fizemos uma prateleira de pendurar usando madeira e barbante que já tínhamos em casa. Para preencher os andares usamos os vasinhos de concreto que também foram feitos pela gente.

Começamos cortando as madeiras em três ripas de larguras iguais, mas de comprimentos diferentes para fazer o efeito de triângulo. Com a furadeira fizemos os furos para passar o barbante, dois de cada lado da ripa.

Para segurar as prateleiras, basta fazer um nó ao passar o fio por cada buraquinho, não tem segredo. Você vai passando e regulando a altura que achar melhor. Vá conferindo para que os lados fiquem iguais e a sua árvore não fique torta, beleza?

Depois de finalizar todos os nós é só pendurar e decorar! Além dos vasos achamos que pode ficar bem legal também usar outros tipos de decoração que você já tem em casa. Não tem regra, experimente e crie a sua versão!

A ideia é que depois do Natal só tiremos a iluminação e a prateleira continue decorando a nossa sala. Por enquanto vamos curtir muito as luzinhas lindas e o clima gostoso que a nossa árvore de Natal trouxe por aqui <3

Look Par de Vaso: Jeans Vintage

 

Hello sumidos! hehe O #lookpardevaso está de volta e para retomar nossas fotinhos optamos por essa dupla de jeans vintage que temos usado bastante ultimamente: a camisa do Marcus e a minha salopete, essa jardineira de saia das antigas.

Compramos os dois em um brechó do instagram (nos créditos tem mais infos), unindo nossa queda por peças vintage com a preocupação cada vez mais constante de comprar de forma consciente. O Marcus combinou com a calça com a barra dobrada até o joelho e a Melissa incrível de duas cores. Já eu roubei uma camisa dele, mas também fui de Melissa para não perder o costume :)

Marcus: Camisa vintage @brechoretrocycle / Calça Marisa / Brogue Melissa

Ariadne: Camisa vintage O Garimpário / Salopete vintage @brechoretrocycle / Sandália Melissa

Oficina de Jardinagem Amanda Mol

 

Lembra que contamos no último post que iríamos fazer uma Oficina de Jardinagem? Então, esse final de semana tiramos um tempinho para aprender mais sobre essa prática deliciosa que é mexer com a terra e com as plantas.

A Amanda Mol tem um trabalho incrível que mistura traços, cores, poesias e flores. Todas essas paixões se transformaram em produtos lindos, como o curso que a gente acabou de fazer. Tudo no site é nitidamente feito com muito carinho e amor.

A Oficina é curtinha, mas ajuda a esclarecer algumas dúvidas de quem não sabe por onde começar. São 6 vídeos com média de 10 min cada que vão desde como montar um kit básico de jardinagem, passando por cuidados de flores, cactos, suculentas e hortaliças. Também há um módulo sobre arranjos e um bônus fofo sobre ilustração botânica.

O conteúdo não é muito técnico, mas ensina através de muita inspiração. Desde as imagens e som, tudo é muito bem feito e é impossível não deixar se envolver com a delicadeza e energia boa da Amanda. Dá uma conferida nesse vídeo pra entender melhor do que a gente está falando:

Ontem mesmo começamos a colocar em prática algumas coisas que aprendemos por lá! Graças às dicas, sentimos segurança para finalmente transplantarmos nossos cactos para um vaso lindo, do jeitinho que a gente queria.

Agora sabemos a importância da escolha do vaso, que tipo de terra usar e como deixar nosso novo filho bonito e contente. Ainda queremos aprender e praticar mais, mas já estamos muito felizes com essa primeira conquista “plantística” hehe <3

Estamos cheios de ideias para implantar e mostrar por aqui em breve. Aguardem!

Mais verde na nossa vida

Já faz um tempo que estamos querendo trazer mais verde para o nosso dia a dia. Uma hortinha, alguns vasos, umas florzinhas, tudo isso está nos nossos planos desde que nos mudamos para uma casa.

É engraçado como crescemos rodeados de plantas, minha avó sempre amou plantar (era daquelas que sempre voltava com um galhinho da rua hehe), mas eu nunca consegui levar algo muito adiante nesse sentido. Quando o Marcus era mais novinho também cuidava do canteiro de legumes, de parreira de uva, maracujá e tudo. Mexer com a terra sempre foi algo que nos empolgou!

Recentemente, várias coincidências boas nos animaram a começar a criar nossos cantinhos de plantas: o Marcus descobriu um cacto lindo no terreno dos fundos da mãe dele, nossa vizinha fez uma hortona quase que compartilhada e minha mãe também encontrou nas plantas uma ótima terapia.

Mas quando a gente pensa por onde começar aqui em casa, rola uma dúvida gigante. Que tipos de plantas será que conseguimos cuidar? Mas que tipo de vaso a gente usa? Será que tem que colocar adubo, areia, alguma coisa especial?

Foi aí que mais uma coincidência maravilhosa aconteceu: fomos convidados para fazer a Oficina de Jardinagem da Amanda Mol. Ela tem um trabalho INCRÍVEL, vale muito espiar no site tudo de massa que ela faz. Agora sim! Estamos superanimados, pois era o empurrãozinho que faltava para esclarecermos as nossas dúvidas e colocarmos as nossas ideias em prática. Vamos fazer logo e é claro que depois contamos tudinho por aqui.

Não sei se com vocês também é assim, mas o verde, as plantas, a natureza em geral é algo que nos emociona demais, de verdade. Estar em contato com tudo isso faz uma diferença enorme na nossa vida <3

PS.: Nosso agradecimento ao pessoal do Viveiro Morro Estevão (local das fotinhos), vocês foram uns amores! 

DIY Dia dos Namorados: Cartão Bordado

Que tal presentear o seu amor com algo totalmente feito por você nesse Dia dos Namorados? Nós amamos um DIY e sempre tivemos o hábito de fazer um cartãozinho especial um pro outro em datas como essa. Por isso, escolhemos ensinar hoje um cartão bordado, que pode virar até outras ideias dependendo da sua criatividade!

Para fazer esse cartão lindão você não precisa necessariamente saber bordar. Ele foi feito em ponto cruz, uma técnica muuuito simples e conhecida, o Marcus pegou em cinco minutinhos! Consiste em basicamente fazer vários “x” até formar um desenho. Mas se você não conhece ou tem mais dificuldade, pode conferir esse vídeo para entender melhor.

Bóra conferir os materiais que você vai precisar?

Papel kraft ou papel cartão
Régua
Lápis
Borracha
Tesoura
Agulha

Observações:

Nós usamos papel kraft, mas você também pode usar papel cartão ou outro que tenha uma espessura mais grossinha. Para que o cartão fique mais bonitão, é bacana que a lã também seja mais grossa para criar um volume e textura legal.

A agulha vai precisar passar nessa lã, então é provável que você não tenha em casa. Se você for comprar a lã aproveite para testar no local. Ela também vai precisar ter ponta (você vai entender melhor o motivo já já). Mas não se preocupe, todos os materiais desse faça você mesmo são muito baratinhos!

Vamos começar?

1. A primeira coisa que você vai precisar fazer é riscar o seu desenho no papel. Dobramos a folha de papel kraft ao meio (para fazer o cartão) e marcamos o centro da frente para entendermos melhor onde o desenho vai ficar. Tente não apertar muito o lápis para facilitar quando for apagar lá na frente.

2. Para fazer um coração igual ao nosso, você vai precisar de uma régua e usá-la para desenhar uma tabela de 8×9 quadradinhos, 8 na horizontal e 9 na vertical. Cada quadrado deve ter 1 cm.

3. Agora você vai marcar um “x” nos quadrados que serão bordados formando o coração. É só seguir o nosso desenho! São 4 quadrados marcados na primeira linha, 8 na segunda, 9 e 9 nas próximas, depois 7, depois 5, 3 e por último, 1.

4. Depois do desenho pronto você vai começar a furar com a agulha todos os quatro cantos dos quadrados que possuem um “x”. Uma boa dica é apoiar o cartão em uma tampa de isopor para ajudar a fazer os furos.

5. Só um detalhe para você ver mais de pertinho como vai ficando.

6. Assim que você termina já dá pra perceber o coração ganhando forma.

7. Agora é hora de apagar os riscos de lápis que fizemos para que eles não apareçam no resultado final. Cuidado para não apertar muito a borracha e marcar o papel.

8. Bóra começar a bordar! Coloque um fio de lã na agulha e comece a passar nos buraquinhos fazendo os “x” para formar o desenho.

9. Na técnica de ponto cruz, primeiro são feitos todos os pontos de um lado para depois voltar e fechar o “x”. Mas isso é só para deixar o avesso mais bonitinho como aparece lá no vídeo que deixamos o link, se você tiver dificuldade pode ir fazendo um a um sem problema nenhum.

10. Continue com calma e sem pressa para não amassar o papel. Não aperte muito os pontos, mas também não deixe frouxo. O volume fica mais bonito assim, você vai ver. Na parte de trás não esqueça de ir dando nozinhos para a linha não escapar e estragar o seu trabalho. Mas eu não me preocuparia com o acabamento, seu amor vai reparar mesmo é no carinho que você teve em fazer algo tão especial pra ele.

Prontinho! Não ficou lindo?! <3

A gente amou tanto que pensou: se eu ganhasse um cartão lindo desse nem ia conseguir jogar fora! E não é a mais pura verdade? Pensando nisso, imaginamos que ele pode virar um quadro também! Se você vai colocar antes ou depois de presentear, fica a seu critério. Se estiver empolgado também pode pensar em outros desenhos, frases, coisas que representem vocês!

Esperamos que você tenha curtido tanto quanto nós! Se fizer manda uma foto pra gente e se precisar de ajuda é só dar um grito aqui nos comentários ou no nosso instagram, o @pardevaso. Vamos adorar ver essa ideia alegrando o Dia dos Namorados de vocês também :D